segunda-feira, 18 de abril de 2011

QUEM CONHECE A CANTORA LÍRICA MAURA MOREIRA????


MAURA MOREIRA A CANTORA LÍRICA BRASILEIRA ESQUECIDA...         QUEM ESTIVER INTERESSADO EM SABER ALGO MAIS SOBRE MAURA MOREIRA, PODE ENTRAR EM CONTATO.




JUDITH MAURA MOREIRA, ou

Maura Moreira nasceu em Belo Horizonte, a 2 de fevereiro de 1933.Essa data foi sempre por ela guardada de forma particularmente cara, não por ser a do seu aniversário, mas sim por ser a da festa de Nossa Senhora da Luz ou das Candeias, uma das principais expressões da tradição católica em que nasceu e à qual permaneceu sempre vinculada. Sempre considerou-se sob especial proteção de Maria, e somente considerando-se a fundamentação religiosa da sua formação cultural é que se pode compreender a dedicação que faria por fim de sua vida a ideais humanitários e sociais. Proveniente de meio modesto, marcado por circunstâncias familiares infelizes, alvo de discriminações no seu próprio meio natal, as quais nunca esqueceria e que singularmente não experimentou na Europa, a vida de Maura Moreira surge, em visão retrospectiva, como um extraordinário exemplo de ascensão e projeção por intermédio da música e das qualidades do coração.


Maura Moreira insere-se na grande tradição da lírica de Minas Gerais. Ela surge como uma das manifestações mais extraordinárias de uma cultura do canto lírico de antiga procedência, remontante no seu vir-a-ser histórico ao século XVIII. Na vida artístico-cultural de várias cidades tradicionais mineiras encontram-se frequentemente cantoras de excepcional talento e qualidades vocais, que no passado assumiam as partes solísticas das grandes missas com acompanhamento orquestral, caracterizadas por passagens de particulares exigências técnicas. Eram também as grandes cantoras de outras solenidades religiosas, de ladainhas, de novenas, dos cantos de Ave Maria. Eram e são também as principais artistas de saraus de liras e outras corporações, cantoras do vasto repertório de modinhas, diversificado quanto a estilos e épocas. Com a mudança da capital para Belo Horizonte, práticas tradicionais de Ouro Prêto e de outras cidades de antiga história para ali foram transferidas.

Acontece que Maura Moreira em 1959,  um dos grandes nomes da arte lírica brasileira, passou o seu primeiro período de residência na República Federal da Alemanha, contratada pela Ópera de Ulm. Foi nesse país que passou posteriormente a desenvolver grande parte de sua carreira, sobretudo depois que se tornou membro do corpo da Ópera de Colonia, em 1961. É nesse país que hoje passa os seus últimos anos, vítima de doença que lhe roubou a memória, por muitos esquecida. Como co-fundadora e membro honorário da entidade que hoje constitui a organização Brasil-Europa, nela atuante de forma intensa desde o início de 1975, cumpre voltar a recordar alguns pontos de sua vida e o significado de sua carreira e de sua atividade humanitária, renovando a homenagem que a ela foi feita na sessão inaugural do Congresso Internacional Música e Visões, da Academia Brasil-Europa, em 1999, por ocasião da abertura do triênio de estudos desenvolvido pelos 500 anos do Descobrimento do Brasil.


Fundadora da organização Humanitas de auxilio aos mais necessitados, hoje ela vive esquecida numa casa para idosos carentes na Alemanha e completamente ignorada do seu público brasileiro.  A casa para idosos é da CRUZ VERMELHA INTERNACIONAL

3 comentários:

Liliane de Paula disse...

Não conheço Maura.

Lauro Gomes disse...

Existem várias gravações ótimas da Maura Moreira na Rádio MEC, do Rio de Janeiro. Assistí a um recital dela no Municipal, inesquecível. Soube que ela já faleceu. Esquecida como todos que fazem arte na sua pátria. É lastimável.
Lauro Gomes ´Produtor da Rádio MEC;

Marcos Eustachio disse...

Passei meus primeiros anos de vida ouvindo a Maura ensaiando com a Minha mãe pianista e amiga, Mariinha Magalhães Painhas, também do Conservatório Mineiro de Música. Com a morte de minha mãe, perdi o contato com Maura, que sempre nos visitava em suas viagens a Belo Horizonte.
Folgo sabê-la viva e triste pela memória combalida, assim como também ocorreu com a minha mãe.

Meu saudoso abraço,

Marcos Eustachio Andrade Filho

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...